Quinta, 26 de Novembro de 2020 17:58
71 99402-8189
Bahia Saúde

Bahia registra 13 casos da doença de Haff

Conforme explicou Sesab na última sexta-feira (13), paciente é residente de Dias D’Ávila, cidade da região metropolitana de Salvador, e está internado em um hospital da capital baiana

17/11/2020 13h22
13
Por: Redação Fonte: Bernardo Rego - Estagiário Trbn
Reprodução/TV Bahia
Reprodução/TV Bahia

Uma nova doença tem assustado a população baiana nos últimos meses. Trata-se da doença de Haff que é uma síndrome de rabdomiólise (ruptura de células musculares) sem qualquer tipo de explicação. Em todo o estado da Bahia, já são 13 casos confirmados. Na capital, nos meses de setembro e outubro, duas unidades hospitalares notificaram a ocorrência de seis casos.

Dentre os sintomas que caracterizam a patologia estão a dor extrema e rigidez muscular, dor torácica, falta de ar, dormência e perda de força em todo o corpo. Uma outra questão bastante peculiar é a urina com uma cor mais escura, causada pela mioglobina que é uma substância tóxica que pode afetar os rins. De acordo com informações preliminares, a doença acontece após a ingestão de peixes e crustáceos. A síndrome pode evoluir para uma insuficiência renal e, se não for tratada, pode levar à morte. A enfermidade pode afetar o rim, pois a enzima CPK sai da fibra muscular entrando na corrente sanguínea.

O nefrologista José Moura Neto, membro da Diretoria do Grupo CSB Nefrologia & Hemodiálise, fez uma análise a respeito da doença e destacou que ela já é conhecida na literatura desde 1924. “Os primeiros relatos desta doença aconteceram na antiga Prússia e o que se sabe é que há uma incubação de 6 a 21 horas após a ingestão de peixes de água doce. Caso não seja rapidamente tratada pode levar a uma insuficiência renal e evoluir para óbito”, destacou. Ele alertou ainda para que ao sentir os primeiros sintomas procurar de imediato uma unidade de saúde a fim de ser avaliado por um médico.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias