Quinta, 25 de Fevereiro de 2021 04:39
71 99402-8189
Esportes EC Bahia

Em noite iluminada de Rodriguinho, Bahia goleia o Fortaleza no Castelão

O camisa 10 marcou três gols e ainda sofreu penalti convertido por Rossi

21/02/2021 09h06
14
Por: Redação Fonte: Alex Torres
Felipe Oliveira / ECBahia
Felipe Oliveira / ECBahia

Talvez nem o mais otimista dos torcedores acreditaria que o triunfo viria de tal forma. Com uma atuação de gala do 'camisa 10' do Esquadrão, com direito a três gols e um pênalti sofrido, o Bahia aplicou 4 a 0 na equipe do Fortaleza, na noite deste sábado, 20, dentro da Arena Castelão, conseguiu respirar mais aliviado na tabela e pode garantir a permanência na Série A ainda nessa rodada. Além do 'hat-trick' de Rodriguinho, Rossi fechou a conta na penalidade sofrida pelo meia.

>>Veja tabela de classificação e jogos da Série A

Com o placar, o Tricolor baiano subiu para 41 pontos, ultrapassou o próprio Fortaleza e dorme na 15ª posição na tabela. Agora, o Bahia precisa secar Vasco e Goiás, que enfrentam Corinthians e RB Bragantino, respectivamente, neste domingo, 21. Caso os dois times não vençam seus confrontos, o Esquadrão garante a permanência.

A campanha do Bahia no Brasileirão da Série A de 2020 se encerra na próxima quinta-feira, 25. Na ocasião, o Esquadrão recebe o Santos na Arena Fonte Nova. No entanto, neste domingo, 21, o time de aspirantes do Tricolor ainda entra em campo para estrear pelo Campeonato Baiano, diante da Juazeirense, na capital baiana.

O jogo

O confronto era no Castelão, mas quem tratou logo de dar as cartas, e com muita qualidade, foi o Bahia. Aos 6 minutos, o Esquadrão conseguiu trama ofensiva pela direita e Nino Paraíba cruzou para Rodriguinho aparecer de cabeça, balançando as redes de Felipe Alves que ficou completamente batido no lance.

A resposta do Fortaleza também veio pelo alto, aos 10, em cobrança de falta na área do Tricolor baiano que o zagueiro Paulão apareceu bem para pegar de primeira e mandar no travessão do goleiro Douglas. O Fortaleza seguiu no campo de ataque, mas Dado Cavalcanti havia montado um ‘ferrolho’ na defesa do Esquadrão.

Dessa forma, as alternativas mais viáveis para o Fortaleza pareciam surgir em duas situações: jogadas de bola aérea, considerada uma das fragilidades da defesa do Bahia na temporada, ou nos chutes de longa distância, visto que o time de Enderson rondava a grande área, mas não conseguia chegar com perigo.

Responsável por ser uma das referências no meio-de-campo, Rodriguinho aparecia como uma das engrenagens na rápida transição do Bahia do meio para o ataque. Em uma dessas saídas, aos 13, o meia recebeu a bola e conseguiu lançar Gilberto caído pela esquerda. O centroavante puxou para dentro mas concluiu no meio do gol, sem perigo para Felipe Alves.

Em decorrência do tento anotado logo no início da partida, o Bahia parecia esboçar mais tranquilidade para seguir o seu plano de jogo. Com o Fortaleza precisando do resultado para garantir a permanência na Série A, o Leão do Pici atuava praticamente inteiro do meio para frente, enquanto o Esquadrão, mais recuado, parecia uma cobra pronta para dar o bote no contra-ataque.

Aos 33 minutos, Nino apareceu pela direita e mandou na primeira trave, Gilberto ainda chegou a desviar de cabeça, mas ninguém apareceu para complementar a jogada. Os donos da casa tentaram responder com o volante Juninho, ex-Bahia, que arriscou de fora da área e mandou muito por cima da meta defendida por Douglas.

Antes do fim do primeiro tempo, aos 39, o Fortaleza ainda conseguiu chegar com perigo ao gol do Esquadrão. Novamente em bola aérea, após Juninho mandar na área do Tricolor baiano, o atacante David subiu mais do que todo mundo, mas mandou para fora. Assim, o Bahia foi para o intervalo com a vantagem mínima no placar.

Segundo tempo

Para a etapa final, Dado Cavalcanti sacou o atacante Gilberto para dar lugar ao jovem Gabriel Novaes. Assim como no primeiro tempo, a primeira grande chance de perigo veio em pés baianos, aos 4 minutos, após Rodriguinho rolar para Ronaldo e o volante finalizar na trave direita de Felipe Alves.

A resposta do Fortaleza veio em dose dupla nos dois minutos seguintes. Primeiro após boa jogada de David pela esquerda, que rolou no meio para Romarinho, que vinha de trás e concluiu muito por cima da meta. Na segunda oportunidade, Ronaldo saiu jogando errado, o volante Felipe aproveitou a bobeira e finalizou para uma defesa espetacular de Douglas.

O goleiro do Esquadrão ainda apareceria muito bem aos 12 minutos, em ótima cobrança de falta de Juninho que, de muito longe, surpreendeu e mandou no cantinho para a defesa de Douglas. Passada a blitz do Fortaleza, foi a vez do Bahia dar o bote. Nino arrancou pela direita aos 16 minutos e encontrou Rodriguinho que, novamente de cabeça, mandou para o fundo das redes de Felipe Alves, ampliando o placar.

Com o duro golpe, a equipe mandante não teve tempo nem de respirar. Três minutos depois, o Bahia avançou novamente pelo lado direito do campo, Rossi recebeu o passe e foi derrubado dentro da área pelo volante Felipe. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira assinalou a penalidade e ainda expulsou o jogador do Leão do Pici.

Rodriguinho foi para a cobrança e viu o goleiro Felipe Alves defender. No entanto, o meia estava em noite iluminada e ainda conseguiu pegar o rebote, mandando para o fundo das redes e anotando seu terceiro gol na partida.

Os donos da casa pareciam não reunir mais forças para conseguir agredir a defesa do Bahia. Mesmo com menos volume de jogo, o Esquadrão conseguia ser cirúrgico quase todas as vezes em que chegava no campo de ataque do Fortaleza, através dos rápidos contra-ataques puxados, principalmente, pela faixa direita do campo.

Aos 34 minutos, o Bahia ainda teria mais um pênalti para cobrar. Após novo contra-ataque, Rodriguinho recebeu o passe, invadiu a área do Fortaleza e foi derrubado por Paulão. Se na primeira vez, Rossi sofreu e o ‘camisa 10’ foi para a cobrança, agora foi a vez de retribuir o favor. Na batida, o atacante deslocou Felipe Alves e marcou o quarto gol da partida.

Mesmo com uma larga vantagem no placar, o Bahia parecia não se acomodar na partida. Os minutos finais do confronto foram marcados por uma atuação mais no setor ofensivo do Esquadrão, valorizando a posse, sem deixar o Fortaleza ter a bola para agredir. Nos acréscimos, o atacante Thiago, que entrou no lugar de Rossi, ainda teve uma ótima oportunidade de frente com o goleiro do Fortaleza, mas mandou para fora.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mata de São João - BA
Atualizado às 04h23 - Fonte: Climatempo
24°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 33°

24° Sensação
7.8 km/h Vento
90.7% Umidade do ar
90% (7mm) Chance de chuva
Amanhã (26/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 32°

Sol e Chuva
Sábado (27/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 34°

Sol e Chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias