Quarta, 12 de Maio de 2021 20:43
71 98303-0490
Municípios Educação

Sem acordo com prefeitura, APLB afirma que não retomará aulas presenciais e ameaça greve geral dos professores

Categoria só quer reiniciar as atividades nas escolas depois da imunização de todos os profissionais

29/04/2021 08h46
10
Por: Redação Fonte: Jones Araújo
Divulgação/ APLB
Divulgação/ APLB

Mais uma vez, não houve acordo na reunião entre a Prefeitura de Salvador e a direção da Associação dos Professores Licenciados do Brasil - Secção da Bahia (APLB-BA), realizada nesta quarta-feira (28). A categoria manteve a decisão de só retomar as aulas presenciais depois que a imunização contra a Covid-19 atingir 100% dos profissionais.

Nesta quarta-feira, a Prefeitura de Salvador informou, por meio da assessoria de comunicação, que  já imunizou 80% dos profissionais da rede pública com a primeira dose da vacina, restando apenas 1.300 professores, todos na faixa etária entre 20 e 30 anos.

O presidente da APLB, Rui Oliveira, afirma que o retorno será feito após a aplicação das duas doses da vacina, ou seja, depois da imunização completa.

"Segundo a Organização Mundial da Saúde, para dizer que está vacinado tem que tomar as duas doses. Não resolveu nada nessa reunião e até para a semana pode ocorrer outra", afirma Oliveira.

Segundo ele, até o momento, a decisão é de não retomar as aulas presenciais, pelo bem da vida dos profissionais. Na próxima quarta-feira (5), a categoria decidirá se haverá uma greve geral da categoria na Bahia.

A prefeitura informa que já cumpriu praticamente todas as 13 reivindicações apresentadas pela APLB. Diante do impasse, mais de 162 mil alunos da rede municipal seguem fora das salas de aula há mais de um ano. O prefeito Bruno Reis (DEM) programou o retorno das aulas em formato semipresencial a partir de 3 de maio (segunda-feira).

Segundo a prefeitura, a rede municipal já apresentou protocolos consistentes para o retorno.

"Precisamos retomar as aulas presenciais. Temos compromisso com nossos alunos, em sua maioria crianças. Se concordarmos com a posição do sindicato, de só voltar às aulas presenciais após a imunização de TODOS os professores, só vamos voltar pra sala de aula no final do ano, e olhe lá!... Corremos o risco de comprometer quatro anos letivos. É um prejuízo irreparável para a educação", alerta o Secretário Municipal da Educação, Marcelo Oliveira.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Mata de São João - BA
Atualizado às 20h22 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 23° Máx. 29°

24° Sensação
8.4 km/h Vento
79.1% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (13/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 31°

Sol e Chuva
Sexta (14/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 30°

Sol e Chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias