Segunda, 18 de Outubro de 2021
Senado Federal Senado Federal

Confúcio pede que Itamaraty ajude a repatriar o corpo de brasileira morta no deserto dos EUA

 Em pronunciamento, nesta terça-feira (21), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) pediu ao Senado que acione o Ministério das Relações Exteriores, para...

21/09/2021 às 20h31
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Senador Confúcio Moura (MDB-RO) disse que a brasileira morreu de fome e sede no deserto, nos Estados Unidos, quando tentava entrar ilegalmente naquele país a partir do México - Waldemir Barreto/Agência Senado
Senador Confúcio Moura (MDB-RO) disse que a brasileira morreu de fome e sede no deserto, nos Estados Unidos, quando tentava entrar ilegalmente naquele país a partir do México - Waldemir Barreto/Agência Senado

 Em pronunciamento, nesta terça-feira (21), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) pediu ao Senado que acione o Ministério das Relações Exteriores, para encontrar uma maneira de repatriar o corpo da brasileira Lenilda Pereira de Oliveira, que morreu de fome e sede no deserto, nos Estados Unidos, quando tentava entrar ilegalmente naquele país a partir do México.

O parlamentar lembrou que Lenilda, de 50 anos, era moradora da cidade de Vale do Paraíso, no Estado de Rondônia e perdeu a vida ao ser deixada para trás, no calor intenso do deserto, pelo grupo de brasileiros, conduzidos pelos chamados "coiotes", por não conseguir acompanhar os demais com a mesma velocidade, disposição e força.

Confúcio relatou que a brasileira, com o celular, ainda conseguiu pedir socorro e mandar a localização. Depois de cinco dias de buscas pela patrulha de fronteira, ela foi encontrada morta.

— Agora, a família, lá de Rondônia, me encaminhou um pedido para que eu interviesse junto ao Ministério das Relações Exteriores, em nome do Senado, para a repatriação do corpo da mãe.

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias