Quarta, 20 de Janeiro de 2021 13:08
71 99402-8189
Mundo EUA

Câmara dos Estados Unidos aprova impeachment do presidente Donald Trump

Republicano é acusado de incitar formalmente a invasão do Capitólio; afastamento só ocorre após votação no Senado

14/01/2021 06h28
7
Por: Redação Fonte: Bahia.Ba
 Reprodução Globo News
Reprodução Globo News

Por 231 votos favoráveis e 197 contrários, a Câmara dos Estados Unidos aprovou a abertura de processo de impeachment contra o presidente Donald Trump. O republicado é acusado de incitar formalmente a invasão do Capitólio – sede do parlamento -, ocorrida há uma semana.É a segunda vez que a Câmara aprova um impeachment de Trump, que se tornou o primeiro presidente dos EUA a sofrer este duplo processo.

Na votação desta quarta (13), dez republicanos votaram contra o presidente do mesmo partido. Em 2020, quando foi acusado de obstrução ao Congresso e abuso de poder, nenhum deputado correligionário votou favoravelmente ao presidente em final de mandato. De maioria governista, o Senado garantiu a absolvição. Ao contrário do Brasil, nos EUA o presidente  é afastado somente se o processo for aprovado também pelo Senado.

Nunca um presidente norte-americano teve o impeachment aprovado no Senado. Antes de Trump, Andrew Johnson e Bill Clinton também foram absolvidos pelos senadores. Já Richard Nixon renunciou antes de o processo ser votado na Câmara.

No caso de Trump, há duas dúvidas: a primeira é se o Congresso pode prosseguir com o impeachment após o presidente deixar o cargo. No dia 20, o presidente eleito Joe Biden toma posse no cargo. Em caso de condenação, Trump ficaria inelegível.

Outra indagação é se os senadores republicanos que romperam com o atual presidente  formarão, junto com os democratas, a maioria de dois terços no Senado para destituí-lo. Na Câmara é preciso apenas maioria simples para o processo avançar. Com informações do G1 e do UOL.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias