Domingo, 01 de Agosto de 2021 18:20
71 98303-0490
Posts Bem estar

Intimidade

A intimidade é como o mar, enquanto estiver raso há conflitos mais visíveis e aparente mais revolto, como na faixa de areia onde as ondas "quebram".

27/01/2021 16h11
220
Por: Redação Fonte: Rafael Leiro
Reprodução
Reprodução

Sentando em uma balaustrada, o mar a minha frente dança em sua flexibilidade adaptativa. A água tem essa habilidade, entra em contato com os obstáculos e os contorna na primeira oportunidade.

Porque ela pode até ser represada, mas ou ela transbordará ou tornar-se-á chuva em outro lugar.

Me encanta, sempre, essa imensidão misteriosa e finita em extensão, e, igualmente, infinita em elaborações.

A faixa de areia e linha de maré com a quebra das ondas me remetem a uma analogia que afaga meu coração (símbolo da emoção).

A intimidade é como o mar, enquanto estiver raso há conflitos mais visíveis e aparente mais revolto, como na faixa de areia onde as ondas "quebram".

A profundidade, proporcional à intimidade, confere à inter-relação uma tranquilidade a mais. Isso não significa que correntezas não existam ou que perigos abissais não estejam ocultos.

Mas sim, a intimidade confere um pouco mais suavidade. Bem como um tanto mais de incerteza.

Pode parecer antagônico, mas não o é. Permitir o acesso do outro gera medo. Alguns teóricos afirmam ser um medo inevitável, uma vez que nos coloca em uma posição de vulnerabilidade.

Ocorre que nem sempre quem evita o desenvolvimento de intimidade está com medo de ser vulnerável. Históricos de uma criação negligente ou de abuso, ativam defesas que limitam o processo de uma conexão mais profunda. Isso requer tempo e dedicação em olhar para as referidas questões.

E intimidade e vulnerabilidade não são a mesma coisa. A vulnerabilidade tem relação com a exposição de quem você é "em essência". A intimidade, no entanto, tem conexão com o nível de proximidade que os relacionamentos vão ganhando. Não podemos deixar de reconhecer que, ainda que sejam diferentes, possuem conexões inevitáveis.

Em geral, o medo da proximidade, relaciona-se com a possibilidade de perda. Quanto mais próximo estou do outro, mais dolorido pode se tornar uma perda eventual.

Artistas de todas as ordens não se cansam de escrever sobre o amor, não apenas por sua beleza socialmente construída, tanto mais por sua complexidade inata.  Relacionar-se é uma aventura incerta com aprendizado disponível a todo tempo.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Bem-estar
Sobre Bem-estar
A coluna Bem estar, assinada pelo Psicoterapeuta Transpessoal Sistêmico, Rafael Leiro, Traz um bate-papo sobre os mais diversos e corriqueiros assuntos do nosso dia a dia e as suas repercussões em nossa vida. Convidamos você a embarcar nessa viagem a um processo de autoconhecimento dinâmico e didático. Seja muito bem vindo Rafael Leiro.
Anúncio
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 21° Máx. 28°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
80% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (02/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Terça (03/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 29°

Sol e Chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias